domingo, 25 de setembro de 2016

Leve desfolhar

Perturbei a serenidade do corpo
insinuei música ao luar
aspirei o desejo da paixão
os dedos estalei-os húmidos
sem adiar o nu preconceito
intenso
perturbado
no espelho
o candelabro ardendo
a fantástica exibição
exposta aos cheiros cobertos
onde encerro selvagem
um leve desfolhar

Ana Negrão Ferreira


Sem comentários:

Enviar um comentário